2018, UM ANO DE MUDANÇAS EM RH


A CONTRATAÇÃO DE TALENTOS

Todas Organizações necessitam de pessoas talentosas em suas atividades críticas.

Buscar e reter estes profissionais é uma tarefa permanente para a área de recrutamento e seleção das empresas. Para isso, os empregadores terão que rever sua forma de recrutar, e, principalmente, reter estes talentos.

Uma das providências a ser adotada é revisar sua política salarial junto com a estrutura de cargos. Dinheiro não é tudo que o profissional busca em uma empresa, contudo, é um item importante para esse grupo de pessoas.

A experiência que o candidato trás para a nova organização será cada vez mais importante. Chamamos isto de “comprar conhecimento”. São pessoas que buscamos no mercado para trabalhar em nossa empresa e que já venham com conhecimento para fazer o sucesso acontecer rapidamente dentro da atividade para qual ele foi contratado.

Outro ponto que percebemos hoje em dia nas entrevistas de emprego é que os candidatos buscam realização profissional, mas também, flexibilização na forma de trabalho. A experiência tem mostrado que os candidatos já consideram “horário flexível” e “teletrabalho/home office” como itens importantes para aceitação de uma proposta de emprego. O objetivo destas pessoas é ter um equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal.

Por outro lado, os empregadores também podem utilizar a contratação temporária, intermitente ou até permitir que o colaborador divida seu tempo em duas empresas, desde que não haja conflitos de interesses. Isto será bom para o empregador sob o ponto de vista de ter um colaborador talentoso só durante as horas necessárias, enquanto para o empregado, quando adequado ao seu perfil, este terá maior crescimento profissional combinado com seus interesses pessoais.

Outro ponto que buscamos nestes novos colaboradores é a habilidade de relacionamento no grupo e compreensão cultural. A diversidade é algo que ajuda no crescimento do grupo, tanto na carreira profissional como na vida pessoal. É a grande oportunidade que os indivíduos têm para conhecer e aprender com novos elementos que compõem a cultura da empresa.

Apesar de, em algum momento a Organização ter que ir no mercado e “comprar conhecimento e talentos”, não pode deixar de lado a necessidade de investimento interno em treinamento e formação de competências nos colaboradores que já estão trabalhando há algum tempo na própria empresa. Estes investimentos são fundamentais para capitalizar as suas equipes. Eles auxiliam na retenção de conhecimento e compreensão dentro das organizações. Isto nos leva a acreditar que, devido ao avanço da automação dos processos, a habilidade mais valiosa que podemos ensinar às pessoas é como aprender e, a segunda mais valiosa, é como aceitar mudanças, as quais são inevitáveis nos dias de hoje.

“Esta matéria foi produzida com base no artigo de The Herman Trend Alert - Nº 685 - Tendências na Força de Trabalho para 2018”

Antonio Trujillo

Consultor de RH


81 visualizações
PARCEIROS
Associação de BPO
Selo-Certificado_ABRAPSA_pq.png
Oracle_Parceiro Populis
YKP_parceiro populis
BDO parceiro Populis

GLR | POPULIS | Tecnologia & Recursos Humanos

 

Rua Pequetita, 145  |  7º Andar |  V.Olímpia | SP

contato@populisrh.com | Fone: 11 2665-8161

Política de Privacidade